terça-feira, 7 de maio de 2013

TALENTO JOVEM PERNAMBUCANO:




Áurea Cecília Santos de Lima, conhecida artisticamente como Áurea Sanlima, é música pernambucana. Com o CD intitulado Áurea Sanlima Canta Núbia Lafayette, recebeu "o troféu da Música de Pernambuco, pela Associação de Compositores e Intérpretes de Pernambuco (ACINPE), na categoria CD romântico. O título de melhor CD romântico de Pernambuco gravado em 2012." Prêmio recebido no Teatro Barreto Júnior, daquela capital pernambucana.

A assessoria daquela associação informa que a artista foi premiada "em meio a nomes da música como Cristina Amaral, Trepidantes, Quinteto Violado, Banda Camelô, Paulo Márcio, entre outros."

Sanlima depõe: "Decidi cantar Núbia em um barzinho onde tocava e agradei tanto que me pediram bis, então resolvi fazer a homenagem a esse ícone da música popular brasileira e fui surpreendida com esse reconhecimento maravilhoso."

Fonte: ACINPE

Em tempo: Estive alguns dias atrás no Arquivo Público Estadual, no Recife. Ao chegar na Biblioteca daquela instituição, muito bem recebido, fui surpreendido por ela, Áurea Sanlima, (que é professora a disposição daquele arquivo público), ao me indagar se eu conhecia ou se já tinha ouvido falar em Núbia Lafayette. Ai, me emocionei, em razão dela Núbia Lafaytte, que eu cheguei a conhecer ainda menino, no início da sua carreira, em 1964, ser minha conterrânea ou melhor dizendo: assuense de Carnaubais. 

Afinal, ouvir Áurea Sanlima cantando, é o mesmo que ouvir Núbia Lafayette!

Devolvi
O cordão e a medalha de ouro 
E tudo que ele me presenteou 
Devolvi suas cartas amorosas 
E as juras mentirosas 
Com que ele me enganou

Devolvi 
A aliança e também seu retrato 
Para não ver seu sorriso 
No silêncio 
Do meu quarto

Nada quis guardar como lembrança 
Pra não aumentar meu padecer 
Devolvi tudo 
Só não pude devolver 
A saudade cruciante 
Que amargura meu viver

Postado por: Fernando Caldas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário