sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

REMINISCÊNCIAS:

CASARÃO DO BANGUÊ

Sobrado do Banguê - Construído na comunidade rural de Banguê, à margem oeste da Lagoa do Piató (no ano de 1911), pelo coronel Zumba Marreiro. Por vários anos abrigou seus descendentes, entre estes, Dona Sinhorinha - esposa do Bispo da Igreja Brasileira Alexandre Martins de Carvalho - Padre Xanduzinho. No pátio em frente ao casarão ainda se pode observar, à tardinha, uma infinidade de pavões (belo espetáculo) escruvitiando faceiramente e, de leque aberto, testemunham o desaparecimento do maior monumento do sertão assuense.

O proprietário se foi... Com o tempo seus descendentes...


A vegetação tomou conta da velha morada como se quisesse usar aquela suntuosidade que os homens abandonaram.


Sol, chuva, vento, depredação animal e humana... 
A bela edificação não resistiu.

Quem não preserva sua memória...

Não pode contar história.

A beleza arquitetônica ainda tenta resistir...

Teima... Não quer cair.

Ainda há ruínas...
Quem poderá salvar?!
Pavões de Dona Zélia do Banguê
 Que maravilhas!



As fotos mais recentes são de
Samuel Fonseca
Postagem feita em 2012.

2 comentários:

  1. Não sou assuense,dois dos meus filhos sim.Amo ler esses documentários e curiosidades desse blog. Lindo trabalho! Parabéns!!!

    ResponderExcluir